Grupo Prodimagem | Saúde da Mulher

Seja para mulheres com o dia-a-dia corrido ou para mulheres que estão mais tranquilas, o Saúde da Mulher oferece tudo que a mulher do nosso tempo precisa. Ambiente acolhedor, profissionais qualificados e pacotes de exames e consultas. A rapidez na entrega dos resultados é outro ponto forte, onde alguns exames são entregues logo após serem realizados. O compromisso do Grupo Prodimagem é oferecer agilidade e profissionalismo no momento mais íntimo de sua vida.

Novidades

DIU - Dispositivo Intra Uterino

Trata-se de um pequeno aparelho revestido por cobre, um metal com propriedade espermicida, que mata os espermatozóides assim que eles entram em contato com o metal.

Tomossíntese

A tomossíntese oferece detalhes que permitem identificar tumores mais facilmente, principalmente em mamas mais densas, diferenciando-os, por exemplo, de uma simples sobreposição de estruturas glandulares.

Dispositivo intrauterino (DIU) e Sistema intrauterino (SIU – também conhecido como DIU medicado ou DIU Hormonal - MIRENA) são, como o nome já diz, sistemas ou dispositivos que devem ser inseridos por médicos, dentro do útero. A grande vantagem destes métodos é a comodidade posológica e a alta eficácia, que pode proteger a mulher durante 5 a 10 anos, dependendo do produto.

DIU significa Dispositivo Intra Uterino. Trata-se de um pequeno aparelho revestido por cobre, um metal com propriedade espermicida, que mata os espermatozóides assim que eles entram em contato com o metal. Porém, por não conter hormônios, a mulher irá ciclar normalmente, ovulando, formando a camada de endométrio que reveste o útero todos os meses, que se descama em forma de menstruação quando não gravidez.

MIRENA este método é também chamado popularmente de DIU hormonal, mas o nome correto é endoceptivo ou Sistema Intrauterino. Ou seja, um método hormonal que é inserido na camada interna do útero onde libera quantidades constantes diárias de progesterona (não contem estrógeno) por 5 anos. Por isso, mínimas quantidades de progesterona atingem a corrente sanguínea o que o torna um método de mínimos efeitos colaterais. Torna o muco do colo do útero mais espesso, dificultando a passagem e a motilidade dos espermatozóides e assim evitando a fertilização do óvulo.

Quais são as contraindicações do DIU? O DIU está contraindicado nalgumas situações tais como: gravidez, presença de miomas e alterações da forma do útero, mulheres alérgicas ao cobre, com doença inflamatória pélvica, mulheres sem filhos, menstruações intensas (no DIU de cobre), anemia, corrimento vaginal, tratamento com corticoides e tumores do útero.

O DIU de cobre deve ser a escolha para a mulheres que não querem ter redução do seu fluxo menstrual habitual. O SIU, por conter progesterona, pode alterar o fluxo menstrual e provocar sangramentos de escape.

Mulheres que desejam uma contracepção muito longa, podem preferir o DIU de cobre, pois este, após implantado, pode permanecer no útero por até 10 anos, ao contrário do DIU Mirena que precisa ser trocado com 5 anos.

O DIU de cobre pode ser usado como contraceptivo de emergência se for implantado dentro dos 5 primeiros dias após a relação sexual desprotegida. O DIU de cobre é mais efetivo que a pílula do dia seguinte.

O DIU Mirena deve ser o preferido das mulheres com grande fluxo menstrual, que desejam reduzi-lo, pois a progesterona tem esse efeito. Em algumas mulheres, o SIU consegue interromper totalmente a menstruação.

O DIU Mirena também ajuda a controlar as cólicas menstruais.

Mulheres com endometriose também se beneficiam do uso do DIU hormonal.

O DIU pode ser inserido em qualquer momento do ciclo menstrual, contanto que se tenha certeza de que a paciente não encontra-se grávida. A sua eficácia é imediata, independentemente do momento do ciclo.

Nas mulheres que usam pílula, o dispositivo intrauterino deve ser implantado dentro dos primeiros 5 dias após interrupção da mesma.

O procedimento é rápido, sem necessidade de anestesia ou sedação, e tem uma duração total de poucos minutos desde o preparo até a implantação em si.

O câncer de mama, quando diagnosticado e tratado precocemente, apresenta um alto índice de cura. A mamografia digital é o exame recomendado pelos consensos nacionais e internacionais para rastreamento do tumor de mama. Apesar deste método ser responsável pela redução da mortalidade, existem algumas limitações. A principal está relacionada com as pacientes que possuem mamas com tecido mais fibroso e denso. A densidade mamária está relacionada com o aumento do risco de câncer de mama, além de esconder lesões suspeitas durante a realização da mamografia.

Felizmente, mulheres com mamas densas agora contam com a tomossíntese, exame de imagem que representa um avanço da mamografia digital. A tomossíntese permite visualizar a mama, de forma tridimensional (3D). Desta forma, são obtidas várias imagens, em fatias bem finas, de até 1mm de espessura, que depois serão analisadas em computadores especializados de alta resolução. A técnica de posicionamento e compressão da mama é a mesma que na mamografia, e o exame é realizado de forma semelhante.

A tomossíntese oferece detalhes que permitem identificar tumores mais facilmente, principalmente em mamas mais densas, diferenciando-os, por exemplo, de uma simples sobreposição de estruturas glandulares, algo comum nas mamografias de pacientes mais jovens. Durante o exame, pela posição do aparelho, é possível capturar imagens em diferentes ângulos.

Além disso, potencializa a exatidão na caracterização dos achados mamográficos. Isso é um importante diferencial para a paciente, pois reduz ou até elimina a necessidade de refazer o exame. A tomossíntese é um avanço tecnológico recente, e se traduz como mais uma importante ferramenta na detecção precoce do câncer de mama.

Vantagens da Tomossíntese:

Aumenta a sensibilidade e especificidade em comparação com outros métodos;
Define melhor as bordas das lesões (fator fundamental para definição de seu aspecto benigno ou maligno);
Permite a detecção de tumores menores;
Excelente localização espacial, pois detecta o plano exato da lesão;
Reduz o número de reconvocações para realização de incidências adicionais.

CHECKUP VIP

O Grupo Prodimagem prepara pacotes de checkup exclusivos para facilitar seu dia-a-dia.

EXAMES
INDISPENSÁVEIS
CONSUTAS
CLÍNICAS

A melhor forma de prevenir doenças e problemas.

PREVENTIVO

CHECKUP VIP na Unidade Prodimagem Femme • Cristal Tower, 5º andar


• CHECK UP FEMME 1: 1. Mamografia Digital com Tomossíntese | 2. Ultrassom mamária | 3. Consulta com Ginecologista/ Mastologista

• CHECK UP FEMME 2: 1. Ultrassom transvaginal | 2. Ultrassom mamária

• CHECK UP FEMME 3: 1. Ultrassom transvaginal | 2. Ultrassom mamária | 3. Preventivo

• CHECK UP FEMME 4: 1. Ultrassom transvaginal | 2. Ultrassom mamária | 3. Mamografia Digital | 4. Preventivo

• CHECK UP FEMME 5: 1. Ultrassom transvaginal | 2. Ultrassom mamária | 3. Ultrassom de Tireóide | 4. Mamografia Digital

• CHECK UP FEMME 6: 1. Ultrassom transvaginal | 2. Ultrassom mamária | 3. Ultrassom de Tireóide | 4. Mamografia Digital | 5. Densitometria óssea

• CHECK UP Mamy Baby: 1. Ultrassom obstétrica | 2. Consulta com direito a retorno

Confira valores na Unidade Prodimagem Femme ou através do whatsapp: 92. 98249-0077

Cuidados preventivos são as melhores formas de manter a saúde em dia. Por isso, visitar um ginecologista pelo menos uma vez por ano deve fazer parte da rotina de toda mulher depois da primeira menstruação. Há alguns exames de rotina que devem marcar presença durante toda a vida da mulher, outros exames são específicos para cada momento. Faça um pacote para sua consulta junto a um especialista e exames para manter sua saúde sempre em dia.

• Consulta com ginecologista
• Ultrassom transvaginal
• Ultrassom de mamas
• Ultrassom de tireóide
• Mamografia
• Densitometria óssea


Pacotes exclusivos para a unidade da Radiodiagnóstico no Shopping Cidade Leste:

• Pacote Mulher 1 - Preventivo e Transvarginal.
O atendimento para esses exames é de segunda a sexta das 07:00 às 11:00 e não é necessário agendar. Os atendimentos são feitos por ordem de chegada.

• Pacote Mulher 2 - Mamografia e Ultrassom mamária.
O atendimento para esses exames é de segunda a sexta das 07:00 às 17:00 e não é necessário agendar. Os atendimentos são feitos por ordem de chegada.

• Pacote Gestante - Consulta com Ginecologista/Obstetra + Ultrassom obstétrico.
A vinda de um bebê é mágico e isso todo mundo sabe. Não devemos esquecer dos cuidados até a hora do parto.

Consulte valores através de nossos canais de atendimento.

Cada fase da mulher exige uma atenção diferente para proteger a saúde.

Há alguns exames de rotina que devem marcar presença durante toda a vida da mulher: glicemia, colesterol total e suas frações, triglicerídeos, creatina (avaliação da função renal), TGO e TGP (avaliação da função hepática), hemograma e exame de urina.

Independente da idade, a consulta rotineira ao ginecologista é fundamental. Com o início da puberdade, o sistema reprodutor feminino pode sofrer algumas complicações, por isso é importante o acompanhamento médico periódico. Atividades físicas e alimentação balanceada também são fundamentais para ter uma vida saudável.


Aos 20 anos (ou ao iniciar as relações sexuais)

Alguns cuidados preventivos são necessários antes mesmo de começar a vida sexual. A vacinação contra a infecção por HPV, responsável pela transmissão do condiloma e da maioria dos cânceres de colo do útero, e para Hepatite B, fazem parte dos cuidados com a saúde feminina.

De acordo com o INCA, o câncer de colo de útero é o segundo tumor mais frequente na população feminina - atrás apenas do câncer de mama - e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Por ano, faz 4.800 vítimas fatais e apresenta 18.430 novos casos. O Ministério da Saúde também registra a cada ano 137 mil novos casos de HPV no país, vírus responsável por 90% dos casos de câncer de colo de útero.

Para a mulher que já teve a primeira relação sexual, o exame de Papanicolau deve entrar na lista de exames rotineiros.

O objetivo é avaliar o colo uterino em busca de células alteradas para indicar a necessidade de outros exames, como colposcopia e biópsia. Exames como ultrassom pélvico, transvaginal e de mamas, colposcopia, vulvoscopia são fundamentais na prevenção de lesões no colo do útero, miomas, cistos, infecções, endometriose, entre outros problemas.


Antes de engravidar

Na hora de planejar um bebê, além dos exames de sangue de rotina, o médico pode pedir uma histerossalpingografia - exame de raios-x realizado com contraste - e uma histeroscopia - exame endoscópico -, que servem para avaliar mais profundamente sistema reprodutivo.

Também são indicados os exames sorológicos que pesquisam a imunidade contra determinadas doenças, como rubéola, toxoplasmose e citomegalovirose. Doenças que podem acontecer durante a gestação, essas enfermidades podem prejudicar a saúde do feto, provocando problemas de visão, retardo mental, defeitos congênitos e até morte.


Pré-natal

A realização de exames e consultas de pré-natal é de suma importância para diminuir os riscos de doenças e até de morte da mãe e do bebê. Entre eles destacamos o hemograma para avaliar presença de anemia, tipagem sanguínea, glicemia de jejum, avaliação da função tireoidiana (TSH), sorologias para sífilis, HIV, toxoplasmose, rubéola, hepatites B e C, ultrassom transvaginal ou pélvico, translucência nucal e ultrassom morfológico entre outros exames por imagem que o obstetra orienta conforme o desenvolvimento da gravidez.


Aos 30 anos

Doenças relacionadas ao aparelho genital feminino ainda são o foco nesta fase da vida. Portanto, colpocitologia oncótica, colposcopia e ultrassonografia devem ser mantidos na rotina.

O rastreamento do câncer de mama com exame clínico e mamografia também pode ser necessário em mulheres com histórico na família. Mulheres com parentes de primeiro grau que tiveram a doença antes dos 50 anos, ou que tiveram câncer bilateral de mama ou ovário em qualquer idade, já devem começar com os exames nesta fase.

Em alguns casos, a partir dos 35 anos, começa a existir uma perda da porção medular dos ossos na mulher, o que pode dar origem a osteoporose, neste caso é fundamental a realização da densitometria óssea.

Além desses cuidados, alguns profissionais recomendam uma atenção especial à tireoide, glândula na região do pescoço que produz hormônios importantes para a saúde feminina. A ocorrência do câncer de tireoide é 30% maior em mulheres do que em homens.


Aos 40 anos

Os 40 anos são um marco, pois nessa idade a mamografia passa a fazer parte do check-up feminino, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano.

Também é importante acrescentar uma avaliação cardiológica nessa fase, já que ocorrem alterações hormonais que podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares.

O hipotireoidismo pode afetar com mais frequência nas mulheres após os 40. Portanto, uma avaliação dos hormônios tireoidianos deve ser realizada, associado a um ultrassom de tireoide.


Aos 50 anos

Com a chegada da menopausa, as chances de osteoporose são maiores e a densitometria óssea torna-se ainda mais importante.

O risco de a mulher após a menopausa apresentar doenças relacionadas ao coração passa a ser de duas a três vezes maior, é preciso cuidado redobrado com o órgão cardíaco.

Nessa fase, as chances de câncer passam a ser maiores. Os cânceres de mama, cólon e colo uterino são os mais comuns. Mamografia, Papanicolau e exames de sangue são exames de rotina nesta fase.


Aos 60 anos

Os exames são os mesmos, mas precisam ser ainda mais frequentes. Cuidados com a osteoporose devem ser intensificados, com a realização periódica da densitometria óssea. Além disso, a ida ao cardiologista para prevenção da hipertensão arterial e doenças do coração deve ser uma regra. Os demais exames, como dosagem do colesterol, glicemia, cálcio e hemograma também não podem deixar de ser realizados.

Nada Substitui a avaliação médica, este texto tem a finalidade de orientação.

A melhor forma de prevenir doenças e problemas que possam ocorrer com o funcionamento do organismo feminino com certeza é realizar visitas periódicas ao médico ginecologista. Neste momento íntimo para a mulher, contar com especialistas renomados e sérios faz toda a diferença.

O Grupo Prodimagem, pensando no bem estar de tantas pacientes que nos procuram, iniciou recentemente atendimentos eletivos para consultas com ginecologistas. Agende sua consulta!

Unidade Prodimagem Femme • Cristal Tower, 5º andar

Especialistas durante o horário da Manhã:

• Dra. Cintia Cardoso Pinheiro - Ginecologia, obstetrícia e mastologista.
• Dra. Maria de Jesus Galvão de Oliveira - Ginecologia e obstetrícia.
• Dra. Claudia Marques de Oliveira Soeiro - Ginecologia e obstetrícia.
• Dra. Ana Paula Oliveira Pinto - Ginecologia e obstetrícia.

Especialistas durante o horário da Tarde:

• Dra. Ana Carolina - Endocrinologia.
• Dra. Gabriela Mirei Ichiba - Ginecologia e obstetrícia.
• Dra. Patricia Maia - Ginecologia e obstetrícia.
• Dra. Sigrid Cardoso - Ginecologia e obstetrícia.

O Teste de Papanicolau, também chamado de Citologia ou Colpocitologia Oncótica e mais conhecido em nossa região como Preventivo, é um exame que deve estar no topo da lista de prioridades de todas as mulheres sexualmente ativas. Cada vez mais há estudos que comprovam a importância dele.

Primordial e simples ao mesmo tempo, o exame consiste na coleta de material do colo do útero com uma "colher de raspagem". De acordo com um estudo, a taxa de sobrevivência de mulheres com câncer de colo do útero detectado pelo exame chega a 92%, enquanto aquelas que são diagnosticadas apenas pelos sintomas apresentam uma taxa de sobrevivência de 66%. Para que você saiba mais a respeito, vamos tirar algumas dúvidas em relação ao exame.

O Papanicolau, conhecido como Preventivo, ajuda a detectar várias doenças.

O exame permite o diagnóstico precoce com grandes chances de tratamento e cura, além do câncer de colo do útero e de suas lesões, o exame ajuda a diagnosticar infecções vaginais como Gardnerella vaginalis, Tricomoníase e candidíase. Como a coleta do exame envolve exame genital, também é possível perceber doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis, gonorreia, condilomatose, clamídia e cancroide.

Todas as mulheres com vida sexual ativa, independente da idade, precisa realizar o exame.

Assim que inicia a sua vida sexual, a mulher já deve começar a realizar a citologia. O vírus HPV só pode ser transmitido ao colo uterino por relação sexual e é este o principal causador de câncer de colo do útero. O ideal é fazer o exame uma vez ao ano, em casos de pacientes com HPV, a indicação pode ser mais frequente.

Uma dúvida muito frequente e pertinente é se o exame Preventivo pode falhar. A resposta é sim. Estudos mostram que cerca de 50% das pessoas infectadas podem ter falha na detecção do vírus HPV por meio do teste de Papanicolau. Por isso, é importante realizar exames complementares dependendo das condições da mulher. O ginecologista terá o cuidado de avaliar quais casos são necessários.

Mesmo sendo um exame indicado para mulheres com vida sexual ativa, o Preventivo pode ter indicações para mulheres virgens, em casos especiais indicados pelo médico. A coleta do material, neste caso, é feita por meio da utilização de espéculo próprio para mulheres virgens, com o auxílio de uma espécie de cotonete, que também garante que não há prejuízo para a paciente, nem risco de ruptura do hímen.

Os exames devem ser feitos com a periodicidade conforme estabelecido em 2009 pelo Colégio Americano de Ginecologia e Obstetrícia:

• Primeiro exame aos 21 anos;
• Uma vez a cada dois anos, a partir de então, até os 29 anos;
• A partir dos 30 anos, se você tiver três exames consecutivos normais (negativo), pode ser realizado a cada três anos;
• Encerrar a realização dos exames: de 65 a 70 anos, nas mulheres que tiveram três exames negativos consecutivos e nenhum resultado anormal nos últimos dez anos.
Exceções: portadoras do HIV, mulheres com depressão imunológica, história de NIC-I ou NIC-II e aquelas com muitos parceiros sexuais.

Essas indicações podem ser alteradas pelo médico ginecologista quando considerar necessário, caso a caso.

O cuidado na prevenção de doenças é melhor do que o tratamento. Portanto, faça seus exames de rotina e consulte o seu ginecologista periodicamente.

Especilistas em exames e consultas

O Grupo Prodimagem conta com uma equipe técnica especializada e dedicada a lhe atender com os melhores serviços. Acesse o link abaixo e veja a lista com nossos profissionais e agende sua visita. Aproveite a facilidade de nossos serviços online. Evoluímos para melhor atender.


VEJA NOSSOS PROFISSIONAIS
>